assinar: Posts | Comentários

Conservação dos banhados remanecentes e segurança nas áreas alagáveis debatidas e plenária...

  A perda dos banhados nos últimos 30 anos na Bacia do Sinos, sua influência na vida das pessoas e as discussões em torno do Zoneamento das Áreas de Inundação da região estiveram na pauta da última Plenária do Comitesinos, ocorrida no dia 11 de agosto, na Unisinos, em São Leopoldo. Os destaques foram as apresentações do mapa virtual mostrando a perda progressiva de áreas de banhado, elaborado a partir do trabalho do pesquisador Rafael Gomes de Moura, e do livro Os Banhados em Nós e Nós nos Banhados: Patrimônio material, cultural e natural da Bacia do Sinos, de Débora Cristina da Silva. O mapa é mais um resultado das pesquisas do Projeto VerdeSinos incluído nas ações do...

Conservação dos banhados remanecentes e segurança nas áreas alagáveis debatidas e plenária
postado em: 15/08/2016 | autor: castor

Mapeamento das áreas de inundação volta à pauta da plenária...

O colegiado do Comitesinos voltou a se debruçar, na última quinta-feira (dia 14), sobre a o mapeamento das áreas de inundação do Rio dos Sinos. Dessa vez, para conhecer o espaço de extravasamento natural das cheias nas partes Média e Alta do curo d´água (de Sapiranga até a sua nascente, em Caraá), segundo estudo desenvolvido pelo Projeto VerdeSinos – patrocinado pela #Petrobras, através do Programa Petrobras Socioambiental. O tema foi destaque na pauta da reunião plenária ocorrida à tarde, no Auditório E09 005, Escola de Gestão e Negócios da Unisinos, em São Leopoldo. O estudo é um complemento ao mapa das áreas de inundação do trecho inferior do Sinos – entre Campo Bom e Canoas, cuja delimitação havia sido...

Mapeamento das áreas de inundação volta à pauta da plenária
postado em: 18/04/2016 | autor: castor

Comitesinos lança plataforma de consulta à delimitação geográfica da planície de inundação do Rio dos Sinos, em seu trecho inferior...

Pela ferramenta, qualquer pessoa pode conferir de maneira rápida se um local fica ou não dentro da planície de inundação      O Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Comitesinos) colocou no ar nesta segunda-feira (dia 7) um mapa interativo da planície de inundação do trecho inferior da Bacia. Pela ferramenta, que está disponível no site da entidade (www.comitesinos.com.br/risco), qualquer pessoa pode consultar de maneira simples e rápida quais pontos estão dentro ou fora da área de inundação. A consulta pode ser feita ampliando e arrastando o mapa na tela, como simplesmente digitando, no campo de busca, o endereço a ser conferido.   O trecho inferior da Bacia abrange a faixa que vai de...

Comitesinos lança plataforma de consulta à delimitação geográfica da planície de inundação do Rio dos Sinos, em seu trecho inferior
postado em: 08/03/2016 | autor: comitesinos

Painel RBS discute enchentes na região...

As enchentes na região foram o tema do Painel RBS Notícias da última terça-feira (dia 20). A movimentação ocorreu no auditório da Unitec, na Unisinos, em São Leopoldo e reuniu representantes da prefeitura de Novo Hamburgo, Defesa Civil de São Leopoldo e Portão, do Projeto Dourado de Portão e outras entidades. Na mesa, estavam Defesa Civil do Estado, IPH, Unisinos e Cáritas. O Comitesinos esteve representado pela secretária-executiva, Viviane Nabinger, e pelo professor Uwe Schulz. A mediação ficou a cargo do jornalista Elói Zorzetto. Na média, a discussão acabou focando nos problemas da ocupação de áreas úmidas e falta de sanemaneto e na falta de ações (ou vontade) governamentais para evitar ou resolver os problemas. A secretária Viviane...

Painel RBS discute enchentes na região
postado em: 30/10/2015 | autor: castor

Um olhar sobre a vida nos banhados

O último sábado (dia 7) foi de trabalho de campo para algumas das 13 pesquisas científicas mantidas pelo Projeto VerdeSinos na região. Uma delas, a cargo da Universidade Feevale, teve atividade em Campo Bom, no banhado nos fundos do Parque do Trabalhador, junto à Avenida dos Municípios. O local é uma das quatro áreas úmidas de amostragem onde está sendo feito um diagnóstico florístico desse tipo de ecossistema na região. Outros dois banhados do estudo ficam em São Leopoldo (Base Ecológica do Rio Velho e Piscicultura Daudt) e Santo Antônio da Patrulha (em uma fazenda no interior do município). “Estamos fazendo o levantamento herbáceo, arbóreo e epifítico (plantas que vivem sobre outras plantas, como bromélias e orquídeas) dessas...

Um olhar sobre a vida nos banhados
postado em: 10/03/2015 | autor: castor

« Previous Entries